Notícias


Terça-feira, 19 de dezembro de 2017

Salto avança 12 posições e é a 7ª no Ranking Município VerdeAzul

Divulgação/AI Salto
Foto
Prefeito Geraldo Garcia exibe troféu do programa ao lado da equipe de Salto

Salto alcançou o 7º lugar no Ranking do Programa Município Verde Azul de 2017. O resultado representa um avanço de 12 posições em relação ao ano anterior, quando ficou em 19º. O prefeito Geraldo Garcia recebeu o certificado e o troféu no Palácio dos Bandeirantes, na tarde de 13 de dezembro, ao lado da secretária do Meio Ambiente, Grasiela Oliveira, e outros integrantes da administração municipal.

Este foi o maior avanço na área de meio ambiente já conquistado por Salto em toda a história. O município atingiu 91,01 pontos e ficou uma posição à frente de Itu, que garantiu o 8º lugar, enquanto Indaiatuba obteve o 26º lugar. Após a certificação, Geraldo agradeceu o empenho de funcionários de diversos setores, como meio ambiente, educação, defesa civil, além da parceria da Câmara Municipal, que aprovou leis importantes para a conquista.

“Recebemos neste momento a notícia de que Salto avançou para o 7º lugar no Selo VerdeAzul 2017, lembrando que no ano passado ficamos no 19º. Portanto, avançamos e isso significa que Salto está levando a sério as questões ambientais. Quero agradecer ao cidadão, que recicla o lixo da casa, economiza água, economiza energia e que tem na natureza uma amiga. É Salto fazendo uma história muito especial”, destacou o prefeito.

O presidente da Câmara, Luiz Carlos Batista, e os vereadores Álvaro Pacheco e Vinícius Saudino, acompanharam a cerimônia, que contou com a presença do vice-governador Márcio França, do secretário de Estado do Meio Ambiente, Maurício Brusadin, e do secretário de Estado da Agricultura e Abastecimento, Arnaldo Jardim.

O Programa Município VerdeAzul (PMVA) da Secretaria de Estado do Meio Ambiente visa estimular e capacitar as Prefeituras a implementarem e desenvolverem uma agenda ambiental estratégica. O Programa visa também o desenvolvimento e aplicação de Planos Ambientais municipais de curto, médio e longo prazos, objetivando a melhoria das condições de vida de suas populações, por meio de uma agenda composta por 10 Diretivas.

Imagem
Facebook